Português Italian English Spanish

Com falhas individuais de Nino Paraíba e Guerra, Bahia perde para o Inter na Arena Fonte Nova

Com falhas individuais de Nino Paraíba e Guerra, Bahia perde para o Inter na Arena Fonte Nova

O time voltou a jogar mau diante de sua torcida e sonho do G6 fica cada vez mais distante

No primeiro turno o Bahia jogando em Salvador era certa a comemoração do torcedor ao final do jogo, o mesmo não podia dizer quando os confrontos eram fora de casa, mesmo assim o bom aproveitamento fez o Tricolor encerrar o turno com a melhor campanha nos pontos corridos, no entanto, houve uma inversão neste segundo turno, ou seja, o Esquadrão somou apenas 1 ponto em 12 disputados.

O último vexame aconteceu na noite deste sábado, 26, na Arena Fonte Nova, o time entrou em campo pressionado depois de perder de virada para o Ceará na última segunda-feira em Pituaçu e no confronto direto com o Inter por uma vaga no G6, o time de Roger Machado voltou a decepcionar e perdeu o jogo por 3 a 2.

O jogo

Bahia e Internacional fizeram um primeiro tempo movimentado em Salvador. Sem se incomodar com o fato de jogar fora de casa, a equipe gaúcha foi para cima e criou as melhores oportunidades, incluindo uma bola que, inacreditavelmente, beijou as duas traves do goleiro Douglas em uma cabeçada de Vítor Cuesta. O Tricolor, embora tenha tido maior posse de bola, mostrou-se ansioso e errou muitos passes, sendo perigoso apenas em uma cabeçada de Juninho que passou perto do gol de Lomba.

Segundo tempo

O Internacional precisou de apenas quatro minutos para encaminhar a vitória. Guerrero, aos três, recebeu de Parede e chutou cruzado, sem chances para Douglas. Quatro minutos depois foi a vez de Parede ampliar. Nino Paraíba recua para Douglas sem olhar o atacante do Inter se antecipa, dribla Douglas e manda para o fundo. Balde de água fria com dois gols sofridos em 7 minutos.

O Bahia não se entregou e sob vaias de parte da torcida diminuiu com um belo gol de Artur em jogada individual aos 25 minutos. Artur passou por Zeca e chutou. Lomba tentou a defesa, a bola bateu na trave, pega na cabeça do goleiro e entrou. A torcida voltou a vibrar nas arquibancadas e o Bahia tinha muito tempo para empatar e quem sabe virar o jogo, mas outro jogador do Bahia voltou a ‘entregar o ouro’. Guerra no campo de defesa do Inter recebeu uma bola ‘quadrada’ de Lucas Fonseca e entregou a Edenilson, que saiu em velocidade e tocou para Guerrero. O peruano limpou e chutou sem chances para Douglas, fazendo o terceiro e esfriou os ânimos dos donos da casa. Juninho ainda conseguiu diminuir aos 40. Após bola levantada na área, Cuesta tenta cortar, bola vai na cabeça de Guerra que ajeita para Juninho pegar um chute de primeira no canto esquerdo de Lomba que não evita o segundo do Bahia, mas faltou competência para empatar.

O Bahia que esteve coladinho no G6 com as duas derrotas em casa numa sequencia que jamais ocorreu nesta temporada começa a se distanciar e até o fechamento desta 28ª rodada pode cair mais uma posição, da oitava para a nona colocação, caso tenha vencedor no duelo entre Atheletico x Goiás neste domingo. O empate mantém o Tricolor onde está.

Para que o sonho de uma vaga se concretize o Bahia vai precisar fazer o que não conseguiu diante de sua torcida nos dois últimos jogos, vencer o Santos na próxima quinta-feira na Vila Belmiro e Cruzeiro no domingo no Mineirão.